Caixas de sobra – Ep. 06

(Não viu os últimos capítulos ainda? Clique aqui!)

vou contar mais um segredo, não vou mais voltar para aqueles olhos cansados, se o velho Cássio diz que é hora de retornar para o brilho no fundo da boca, o hálito que sai dela confirma a repugnância que ela me tem causado, eu devia tê-la chamado de Pandora e não Marlene, se eu tivesse feito isso desde o início da história, eu poderia ter compreendido porque estas caixas são tão malditas, ainda sinto a língua de Pandora atacar os meus ouvidos mas suas palavras não me seduzem, o tanque cheio chama, a estrada à frente pesa, piso com força, o velocímetro marca mais números que o meu Cássio, o carro resmunga mas acelera, neste momento rapidez é palavra de ordem, quem ainda manda aqui sou eu, isso eu grito o mais alto que consigo, grito pra mim mesmo, em voz alta, em velocidade alta, em tom de escárnio, agarrado ao volante, nosso filho ou as caixas, foi o que ela disse, como se a escolha resolvesse todas as nossas diferenças, custei a perceber que nada havia que nos aproximasse, não tinha nada que nos fizesse felizes para sempre, meu erro não foi dar ouvidos à Pandora, meu erro foi acreditar que somente a morte poderia nos separar, piso com mais força e o carro resmunga como se a culpa fosse minha e não dela, o ponteiro atinge uma velocidade inédita, meu erro foi sempre voltar para aqueles olhos depois de um dia inteiro entre caixas e pedidos e reclamações, o combustível que me conduzia somente até o próximo posto me impediu de acelerar por dez anos e se agora eu decido fazê-lo é porque essa combustão está percorrendo o corpo todo, então eu corto um carro, corto outro, ziguezagueio na estrada numa guerra que me força a pisar mais forte, que Marlene vá pro inferno, que Pandora vá pro inferno, corto mais um carro, vencer o inimigo sem lutar é uma arte, Tsu fala pra mim, mas quando aquela que eu amava torna-se meu adversário, a luta passa a ser inevitável, eu falo pra ele, seguro firme o volante tentando estabilizar o carro, acho que nunca fui tão veloz quanto hoje, nem tão estúpido também, o carro resmunga, o freio falha e eu perco completamente a minha direção.

Luciano Cabral

Não perca, na próxima quarta-feira, 20h, o próximo episódio de Caixas de Sobra!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s