Polistórias: Confinamento

gloria-abreuadminDurante as nossas postagens de contos de Crime, convocamos nossos leitores para que nos ajudassem a eleger a temática do próximo ciclo. Agradecemos a todos que participaram e votaram. Mas, infelizmente, eventos recentes fazem alterar o nosso cronograma. Novas descobertas sobre um misterioso caso ocorrido há três anos no metrô carioca obrigam-nos a abordar o episódio que ficou conhecido como Incidente Glória.

UITP-Logo

No dia 28 de Janeiro de 2013, pela manhã, houve um apagão que paralisou boa parte do metrô carioca, mantendo diversos passageiros presos entre estações por mais de meia hora.  O caso, ainda que excepcional, não chamou muita atenção, uma vez que não causou maiores problemas. Na época, contudo, fóruns antimidiáticos e sites de credibilidade duvidosa começaram a divulgar um segundo evento no mesmo dia. Um trem teria ficado preso entre duas estações, a caminho da Glória, mantendo seus passageiros confinados por mais de dez horas seguidas. Ainda que os detalhes sobre o caso tenham sido discrepantes, ele se tornou um trend topic durante algum tempo.

Subway-Construction-site

Uma vez que o incidente não foi publicado pelos grandes grupos jornalísticos (salvo certos indícios, como na foto abaixo, do G1), o tema caiu no esquecimento. Hoje a maior parte dos sites, que antes divulgavam a notícia, sequer existe mais. Um assassinato recente, no entanto, reavivou o caso.

Há um mês, a morte de uma jovem jornalista por causas misteriosas foi seguida pela publicação de um suposto caderno de anotações, com dados que apontam para o Incidente Glória – nome dado ao estranho evento no metrô. Sem acesso direto ao diário, tivemos que confiar no PDF enviado por um membro da comunidade Conspiracy, do Reddit. Nem mesmo ter acesso ao scan do caderno original foi possível, pois alegou-se que informações contidas ali (como a caligrafia da jovem assassinada) poriam em risco a família da jornalista.

MEtroG1

 

Entretanto, ainda que carecesse de credibilidade, o arquivo ganhou atenção dos mesmos grupos que antes espalharam a notícia do próprio evento. Caindo no gosto do público por seu conteúdo intrigante, ele se tornou recentemente uma espécie de bíblia underground das conspirações cariocas. Asssim, teorias para explicar o episódio proliferam. Grupos antigoverno veem no caderno do Incidente Glória a prova cabal dos desmandos do Estado e da manipulação midiática. Algumas comunidades falam em experiências militares. Até sites de ufologia estão interessados no assunto.

Figura1

 

Escavando os confins da internet, é possível encontrar não só teorias, mas também documentos: dados sobre a gigantesca UITP e a extensão de sua influência; as relações profundas da administração do MetrôRio com a política a nível nacional através da OAS; fotos que supostamente teriam sido tiradas dos próprios vagões; fotos do site da concessionária na hora do incidente, e de um importante portal de notícias na manhã seguinte (antes de ser retirado do ar). Somado a isso, há trechos de entrevistas compiladas pelo usuário Semperveritas, do Reddit. Segundo ele, foram gravações feitas por um dos passageiros do metrô que chegou a ver a situação do vagão na manhã seguinte ao evento (Clique aqui para ouvir o áudio compilado).

Sem querer atestar a veracidade da história, nem tampouco duvidando de sua possibilidade, nós decidimos recontar esse momento ímpar de mistério na cidade. O Poligrafia entrou em contato com alguns membros do Conspiracy e teve acesso aos trechos mais completos de algumas das supostas entrevistas transcritas (alguns fragmentos podem ser encontrados na versão em PDF do caderno).

Apresentaremos, então, durante cinco semanas, os contos produzidos sobre este incidente. Quatro de nossos membros, utilizando diferentes recursos narrativos, ficarão responsáveis por editar e organizar cada um dos depoimentos. Tentaremos, contudo, ser fiéis ao texto original.

metrorio2-848x500

O quinto e último conto do ciclo será o aquivo PDF com o caderno transcrito. Ele servirá para que os leitores possam confirmar o rumo de nossas pesquisas. Com estas histórias, esperamos  trazer um pouco mais de luz ao misterioso caso do Incidente Glória.

4 comentários sobre “Polistórias: Confinamento

    • Em um tempo em que hoax são compartilhadas como verdades e fatos são omitidos das páginas dos grandes jornais, a realidade se tornou puramente uma questão de fé. xD

      A partir de segunda começam os relatos. Esperamos que goste! 😀

      Curtir

  1. Pingback: “Incidente Glória”, por Pedro Sasse. | POLIGRAFIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s