Altergrafia apresenta “Crime Doesn’t Pay”, de Harold Emert

“A vibrant metropolis which never sleeps…the incessant samba beat, as “schools” of samba dancers and musicians rehearse for Carnaval.  Rap music from the favelas, where Black Orpheus once reigned. Drug traffickers, violence, invading military police called BOPE with pistols and rifles aimed high. Supposedly the most beautiful city in the world, to which the Portuguese Royal familyContinuar lendo “Altergrafia apresenta “Crime Doesn’t Pay”, de Harold Emert”

Autor convidado: Harold Emert

Harold Emert, cidadão Americano e Brasileiro, é nativo da cidade de Nova York, onde ele se graduou pelo Queens College e pelo Manhattan School of Music. Desde sua infância ele teve dois amores nada práticos: música e jornalismo. Depois de uma breve carreira em Nova York como oboísta e um breve período como repórter, eleContinuar lendo “Autor convidado: Harold Emert”

Altergrafia apresenta: “Cartas para o futuro”, por Analepses.

Normalmente, ao fazer uma publicação, separo um trecho do conto e uma imagem que lhe sirva de ilustração. Visto que tais imagens não feitas exclusivamente para os textos postados, a relação entre ambos costuma ser superficial, um adorno, um atrativo visual que quebre o gelo da letra fria a qual nos desacostumamos em tempos digitais.  EsseContinuar lendo “Altergrafia apresenta: “Cartas para o futuro”, por Analepses.”

Analepses

Analepses é um projeto que mistura fotografia e literatura e se desenvolve, primariamente, no Instagram. Através de imagem e texto, é contada a história não-linear de dois personagens ficcionais, Jonas e Karen, através de diferentes anos. A origem do nome remete ao grego analépsis, que significa recuperação. Em literatura, se refere a uma volta noContinuar lendo “Analepses”

Altergrafia apresenta: “Elle”, de Aretha V. Guedes

“Olho para o céu e noto que não há estrelas esta noite. Está escuro e um vento frio bate em meu rosto. Tenho uma sensação ruim, então me encolho entre as flores do quintal da minha casa.” Para aqueles que, como eu,  não estão habituados ao mundo das comunidades virtuais de literatura, o primeiro contatoContinuar lendo “Altergrafia apresenta: “Elle”, de Aretha V. Guedes”

Autor convidado: Aretha V. Guedes

Aretha V. Guedes ama ler desde pequena. Escrever, no entanto,  era um sonho longínquo. Em junho do 2015, três pessoas não paravam  de falar em sua cabeça e, de sonho distante, escrever passou a ser  necessidade. Em menos de seis meses seu livro se tornou destaque  na categoria de romance da plataforma e também estáContinuar lendo “Autor convidado: Aretha V. Guedes”

Altergrafia apresenta: “O rei de número quatro”, de Marcelo Alves

Não viu os últimos contos do Altergrafia? Clique aqui e atualize-se! “Diziam que o místico estava propagando antes uma canção desprovida de conceitos do que uma fé. E jesus lhe teria perguntado quais eram as portas diagonais que dariam precisamente nas veias da velha História. Mas as montanhas trincavam internamente, ressoavam gritos, os mais diversos,Continuar lendo “Altergrafia apresenta: “O rei de número quatro”, de Marcelo Alves”

Autor convidado: Marcelo Alves

Marcelo Alves é professor formado em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Reside no Rio de Janeiro e sua obra abrange ensaios, poesia e prosa que vão do lírico afinado ao acadêmico conciso. Seu interesse abarca desde os temas da cultura clássica às perspectivas da dinâmica na vida contemporânea. Todavia, sua arteContinuar lendo “Autor convidado: Marcelo Alves”

Altergrafia apresenta: “Tempos de brisa (ou a partilha do gato)”, por Leonardo M. A. Pinheiro

“Essa energia que já anda tão parada, tão carregada de uma nostalgia de fotos empoeiradas, me dá um sono danado, ainda mais com esse friozinho… Se bem que dormir é mesmo a melhor opção. Até porque a brisa não cessava de cruzar por entre as frestas e, insistindo em uivar, fazia o que Joana deveriaContinuar lendo “Altergrafia apresenta: “Tempos de brisa (ou a partilha do gato)”, por Leonardo M. A. Pinheiro”

Autor convidado: Leonardo M. A. Pinheiro

“Escrevo porque viver não basta, tem que ir além”. Isso pode inclusive soar poético em mentes tendentes ao gênero. Mas partindo de mim… não sei. Lances de poesia não perfazem muito minha jovem obra, ou pelo menos assim enxergo. Não que me negue, ou as negue, mas que desde já assumo a falta de intençãoContinuar lendo “Autor convidado: Leonardo M. A. Pinheiro”