“Ainda não”, por Luciano Cabral

“(ele afasta a mão da prostituta mais uma vez) passei anos me tratando, um tempo depois, conheci Clarice, era escritora, de coração selvagem, muito inteligente, escrevia mal mas eu achava, eu achava que a gente podia se dar bem, a gente se dava bem, mas ela ficava olhando as estrelas à noite, dizia que estavaContinuar lendo ““Ainda não”, por Luciano Cabral”

“Nunca se esqueça”, de Lucas M. Carvalho

A princípio, o tema Amor pode dar a impressão que o ciclo de contos será uma recorrência de relatos românticos, desses que nem os mais apaixonados amantes aguentam mais escutar. Uma de nossas premissas, contudo, é evitar o lugar-comum. Sendo assim, não espere, ao longo das próximas semanas, histórias convencionais de amor, pois ele surgiráContinuar lendo ““Nunca se esqueça”, de Lucas M. Carvalho”

Polistórias: Amor

Amor é uma questão, sem dúvida. Para os gregos, parecia ser fundamental, tanto que cunharam, logo de cara, quatro palavras diferentes (e eles tem mais) pra não faltar amor para ninguém. Aqueles que sempre estão por perto nos momentos de aperto, aqueles que abraçam apertado, que sempre aparecem nas fotos com grandes risos e grandesContinuar lendo “Polistórias: Amor”

Altergrafia apresenta: “Elle”, de Aretha V. Guedes

“Olho para o céu e noto que não há estrelas esta noite. Está escuro e um vento frio bate em meu rosto. Tenho uma sensação ruim, então me encolho entre as flores do quintal da minha casa.” Para aqueles que, como eu,  não estão habituados ao mundo das comunidades virtuais de literatura, o primeiro contatoContinuar lendo “Altergrafia apresenta: “Elle”, de Aretha V. Guedes”

Altergrafia apresenta: “Tempos de brisa (ou a partilha do gato)”, por Leonardo M. A. Pinheiro

“Essa energia que já anda tão parada, tão carregada de uma nostalgia de fotos empoeiradas, me dá um sono danado, ainda mais com esse friozinho… Se bem que dormir é mesmo a melhor opção. Até porque a brisa não cessava de cruzar por entre as frestas e, insistindo em uivar, fazia o que Joana deveriaContinuar lendo “Altergrafia apresenta: “Tempos de brisa (ou a partilha do gato)”, por Leonardo M. A. Pinheiro”