Especial “Artes” – Vol. I

Quando voltamos nossos olhos aos dois poemas épicos de Homero, a Ilíada e a Odisseia, percebemos um começo bem semelhante, quase um ritual de abertura: “Canta-me, ó musa”. A invocação das filhas de Zeus com Mnemosine – ao menos em algumas das versões do mito – estabelece o clima solene da epopeia, o que cantaContinuar lendo “Especial “Artes” – Vol. I”

Especial “Tempo(s)”

Clique aqui para baixar a versão para PC Clique aqui para baixar a versão para celular Tempo(s) Todos esses meses encerrados em casa pela quarentena nos faz pensar sobre a passagem do tempo. Enquanto os dias passam lentos e se esticam entre livros e lives, os meses voam sem os eventos que normalmente ancoram nossaContinuar lendo “Especial “Tempo(s)””

Literatura em tempos de epidemia

Aproveitando o momento de clausura que vivemos, nós, os autores do Poligrafia, resolvemos nos reunir para pensar em narrativas que tematizem a situação atual em que nos encontramos. Nasce desse desafio, “Poligrafia: pandemia sob foco”, com quatro contos centrados no tema da epidemia, com as mais variadas abordagens. Em “Luz Suprema”, Gabriel Sant’Ana nos introduzContinuar lendo “Literatura em tempos de epidemia”

Recapitulando II: Luciano Cabral

Já que, até aqui, nós produzimos um bom punhado de histórias, resolvemos recapitulá-las em três partes. Pedro Sasse foi o primeiro a rememorar suas ficções e Lucas M. Carvalho será o último. Neste momento, sou eu, Luciano Cabral, quem tenho a palavra. Quando decidimos criar o Poligrafia, tínhamos dois projetos em mente: 1. O Caixas deContinuar lendo “Recapitulando II: Luciano Cabral”

Polistórias: Amor

Amor é uma questão, sem dúvida. Para os gregos, parecia ser fundamental, tanto que cunharam, logo de cara, quatro palavras diferentes (e eles tem mais) pra não faltar amor para ninguém. Aqueles que sempre estão por perto nos momentos de aperto, aqueles que abraçam apertado, que sempre aparecem nas fotos com grandes risos e grandesContinuar lendo “Polistórias: Amor”

Polistórias: Sci Fi

“A escuridão aumentava rapidamente. Um vento frio começou a soprar do leste em lufadas enregelantes, enquanto os flocos de neve caíam com maior intensidade. O mar se encrespou levemente, com um murmúrio longínquo. Afora esses ruídos da natureza, tudo era silêncio. Silêncio? Difícil descrever a profundíssima quietação que pesava sobre o mundo. Todos os rumoresContinuar lendo “Polistórias: Sci Fi”

Polistórias: Confinamento

Durante as nossas postagens de contos de Crime, convocamos nossos leitores para que nos ajudassem a eleger a temática do próximo ciclo. Agradecemos a todos que participaram e votaram. Mas, infelizmente, eventos recentes fazem alterar o nosso cronograma. Novas descobertas sobre um misterioso caso ocorrido há três anos no metrô carioca obrigam-nos a abordar o episódio que ficou conhecido como Incidente Glória. NoContinuar lendo “Polistórias: Confinamento”

Poligrafia revista – Ed. 02

Chegou a segunda edição da nossa revista, que reúne em um só lugar todos os contos, capítulos e reflexões literárias que fizemos ao longo desse ciclo. Agora temos mais uma novidade: se vocês preferem o formato de leitura do ISSUU, só precisa clicar no link abaixo ou simplesmente buscar por “poligrafia” no próprio site. Boa leitura! LerContinuar lendo “Poligrafia revista – Ed. 02”

“Deutsch Geister”, por Lucas M. Carvalho

“Não foi difícil encontrar Hadrian nas notas de óbito dos jornais locais. 38 anos, morto dia 02 de Maio de 1974, há onze dias. Causa mortis: intoxicação alimentar. As ruas de Berlim podiam até ser insalubres no pós-guerra, mas hoje o próprio Exército Popular Nacional pode tomar medidas radicais contra desleixo e sujeira. Não competeContinuar lendo ““Deutsch Geister”, por Lucas M. Carvalho”