“Tollebat citharam (I Sm 16, 23)”, por Gabriel Sant’Ana

dedilhava delicadamente de Saul a cítara e o sentimento recedendo o outro espírito ressentido rasgando ao sair com garras a pele pelo sumo divino esquecida leves ficando os humores por dedos leves assovios harmônicos impaciente e grave rosto brando e suave formando antipático demônio de traços grosseiros incitando à diva aversão cítara pesado corpo real sacolejaContinuar lendo ““Tollebat citharam (I Sm 16, 23)”, por Gabriel Sant’Ana”